Região:

min

max

Anuncie aqui

Festa Junina: veterinária dá dicas de como proteger animais durante queima de fogos

Segundo veterinária de Itapetininga (SP), disparo de fogos de artifício representa perigo à saúde dos animais, que podem sofrer convulsões e desmaios com o barulho

Por Rafaela Zem
(Atualizado em 20/06/2022 - 14h50)
Compartilhar

O mês de junho chegou e, com ele, as tradicionais festas juninas. Apesar do evento se destacar pela variedade de pratos típicos, música caipira e danças de quadrilha, muitas pessoas também celebram o mês com a queima de fogos de artifício.

De acordo com a veterinária Ana Carolina Hirata, de Itapetininga (SP), apesar da confraternização, o disparo de fogos de artifício representa perigo à saúde dos animais, que podem sofrer convulsões e desmaios com o barulho.

“Cães e gatos têm uma audição aguçada e percebem qualquer ‘barulhinho’. No caso dos rojões, quando há explosões, o barulho triplica e eles ficam assustados”, afirma a profissional.

Ao temmais.com, Ana Carolina explicou que, diante do medo, muitos animais acabam sofrendo acidentes, fugindo e até se envolvendo em brigas. Por conta disso, é importante que os tutores tomem alguns cuidados para garantir a segurança dos pets.

  • Truque do pano

Conhecido como “truque do pano”, o método consiste em atar o animal com uma faixa de tecido para promover a sensação de proteção.

Segundo a veterinária, a amarração estimula a circulação sanguínea e ameniza a tensão no dorso dos cães e gatos.

  • Ambiente fechado

Outra dica fornecida por Ana Carolina é manter os animais em locais fechados e sem correntes ou coleiras, para evitar fugas e enforcamentos.

  • Música tranquilizante

Além disso, para ajudar a reduzir o estresse dos cães e gatos no momento dos fogos, algumas plataformas digitais oferecem gratuitamente áudios que mascaram e reduzem ruídos de alta, moderada e baixa intensidade.

Segundo a veterinária, esses áudios devem ser apresentados aos animais dias antes dos eventos.